Pe Rogerio.jpg

Pe, Rogèrio Augusto de Oliveira

Vigário Paroquial da matriz de Nossa Senhora da Assunção – Barbacena – MG

OS 30 ANOS DE CRIAÇÃO DE NOSSA PARÓQUIA DA ASSUNÇÃO

Sabemos que antes da criação da Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, por desejo do Senhor Arcebispo, Dom Oscar de Oliveira, foi criada, no dia 11 de maio de 1988, a Paróquia de Cristo Rei. Esta paróquia, anterior à Nossa Senhora da Assunção, existiu por um breve espaço de tempo, tendo sido anexada à Paroquia de Nossa Senhora da Assunção e depois suprimida. Colocarei arte do texto do Decreto de Dom Oscar de Oliveira, criando a Paróquia de Cristo Rei. “ A graça do Senhor Jesus Cristo esteja convosco! Com todos vós está o meu amor em Cristo Jesus. “ (1 Cor 16, 23-24). A instituição de uma nova paróquia já por só reporta esperança por melhor facilitar ela a comunidade aí residente. Ajuda-a o pastor d’almas e essas mesmas com ele colaboram na construção do reino de Deus.
Assim o Concílio define a paróquia: ‘É uma determinada comunidade de fiéis, constituída estavelmente na Igreja Particular( Arquidiocese de Mariana) e seu cuidado pastoral é confiado ao pároco como seu pastor próprio sob a autoridade do bispo diocesano.” (Cam 515 1). Reconhecendo, pois, q ral precisão e utilidade e ouvido o favorável parecer do Conselho Presbiterial, pelo presente solene decreto, em virtude de nossa autoridade, constituímos e criamos a paróquia a dar-se á Igreja Matriz, o titulo de Cristo Rei, “chave, centro e fim de história humana,” desmembrada da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade de Barbacena, com outras anexações.
Terá os seguintes limites: como ponto de partida, a parte situada à Rua Rio Grande do Sul, sobre o córrego da Raiz, divisor natural dos bairros de Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora do Carmo. Os bairros do Carmo, Bom Pastor e os demais da margem esquerda do referido córrego, continuam pertencendo à paróquia de Nossa Senhora da Piedade, o bairro de Fátima e os demais da margem direita, pertencem à paróquia de Cristo Rei. À nova paróquia ficam incorporadas as igrejas filiais de: Nossa Senhora da Ajuda, do
Faria, São Pedro e São Paulo, da Colônia Rodrigo Silva, Santa Rita, do Patrimônio, ( esta atualmente na Paróquia de Fátima) Santa Luiza de Marilac e São Vicente de Paulo, da Aguada, desmembradas da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade e ainda a filial do Patrimônio, da paróquia de São Sebastião. Alegrando-nos com tão salutar evento, rogamos a Deus Onipotente que, para sua maior glória, muito concorra essa nova paróquia de Cristo Rei, pata o bem das almas e honra da Igreja. Dado e passado nesta Cúria Metropolitana de Mariana, a 11 de maio de 1988.Oscar de Oliveira, arcebispo de Mariana e Padre Flávio Carneiro Rodrigues, chanceler do arcebispado.
Assim sendo, achei por bem e para a melhor compreensão dos fiéis e de todos nós, relatar a criação da Paróquia de Cristo Rei, pois é desta criação que, 3 anos depois, foi criada a nossa querida Paróquia de Nossa Senhora da Assunção.

 

CRIAÇÃO DA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO


Em 1990, a Igreja de Cristo Rei já tinha seu administrador patoquial na pessoa do padre José Afonso Guimarães. A partir de novembro de 1991, embora subsistisse canonicamente a Paróquia de Cristo Rei, essa passou a fazer parte da Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, por determinação de Dom
Luciano Mendes de Almeida.
A Paróquia de Cristo Rei tinha à sua frente o padre Jorge Luiz de Miranda Vieira, tendo sido substituído pelo padre Isauro Santana Biazutti, no dia 18 de agosto do ano de 1991, sendo então definitivo o título de Paróquia de Nossa Senhora da Assunção para tido o novo território ampliado. Assim sendo, a Paróquia de Nossa Senhora da Assunção foi criada por Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida, tendo sido desmembrada, na sua quase totalidade da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade. Em comum acordo com
a Irmandade de Nossa Senhora da Boa Morte, ficou definido que a Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte serviria como igreja matriz dessa paróquia.
Fazem parte dessa paróquia as seguintes comunidades: Nossa Senhora da Boa Morte, Cristo Rei, Santa Luíza de Marilac, São Vicente de Paulo, Santa e São Joaquim, Santa Rita de Cássia , do Patrimônio (desconhecida) , Nossa Senhora de Guadalupe, dos Magri, São Sebastião, de Campolide, (cedida pela
paróquia de Santana de Antônio Carlos), São Pedro e São Paulo, da Colônia Rodrigo Silva, Nossa Senhora da Ajuda, do Faria, Severiano Resende, comunidade Menino Jesus de Praga e comunidade São Judas Tadeu e
Imaculada Conceição.
Assim, aos 18 dias do mês de agosto de 1991, durante a celebração Eucarística solene, realizada às 9 horas, no belíssimo templo de Nossa Senhora da Boa Morte, na cidade de Barbacena, Minas Gerais, e na presença
de Sua Excelência Reverendíssima Dom Luciano Pedro Mendes de Almeida, arcebispo de Mariana, e de Dom Homero Leite Meira, bispo de Irecê, na Bahia, e de padre Paulo Dionê Quintão, pároco da paróquia Nossa Senhora da Piedade, e de vários sacerdotes, além de irmandades, pastorais e do povo em geral, foi empossado o Reverendíssimo Padre Isauro Santana Biazutti no cargo de primeiro pároco da nova paróquia que, para honra e glória de Deus Pai Criador e de sua excelsa mãe, a Virgem Maria, terá o nome altamente
sugestivo e significativo de Paróquia de Nossa Senhora da Assunção, da igreja de Nossa Senhora da Boa Morte.
Assim, como somos moradores no tempo, e esse passa inexoravelmente, ao celebrarmos os trinta anos da criação de nossa paróquia, outros padres foram se sucedendo na missão de pastorear a porção do povo de Deus presente nessa paróquia e achei por bem citá-los e também seus vigários paroquiais foram a são eles: padre Izauro Santana Biazzutti, de Carandaí; padre Marcos Antônio Mappa, de Ouro Preto; padre Enzo dos Santos, de Belo Horizonte, padre Daniel Marcos Lima, de Ouro Preto; padre Válter Magno de Carvalho, de
Capela Nova, atualmente é bispo auxiliar de Salvador, na Bahia; seu vigário paroquial, padre Sérgio José da Silva, hoje é ecônomo do Seminário de Mariana; padre Vanderli Reis Augusto, de Santa Bárbara do Tugúrio, e seus dois vigários paroquiais: padre Gilmar Lopes, de Viçosa, e padre Fabiano  Milione Honório, de Lamim; padre Válter Monteiro da Paixão, ele de São Paulo e seu vigário paroquial, padre Rogério Augusto de Oliveira, de Carandaí.
Notamos que nesses 30 anos de existência contamos já com sete párocos à frente de nossa paróquia e quatro vigários paroquiais. Que Deus continue a abençoar nossa paróquia, nosso povo, nossa cidade de Barbacena, ao celebrar a data de seus 30 anos de existência e que a Virgem da Assunção nos cubra com seu manto sagrado para produzirmos muitos frutos de paz, justiça, misericórdia e compaixão, agradecidos estamos e continuaremos em constante missão no seguimento missionário a Jesus Cristo, no amor e na fidelidade.